“CORPO DE VERÃO”? Transformações Reais para Pessoas Reais

Paira na sociedade o falho discurso de conformação a modelos estereotipados de “beleza”, fundado em ideias intangíveis de “corpos esculpidos” desvinculados do ideal de saúde – e incentivando-se dietas experimentais “milagrosas” que, praticadas inadequadamente, clausuram pessoas em espirais de angústia e frustrações. Cultuar nesses moldes o dito “corpo de verão” provoca efeitos nocivos à saúde psíquica e emocional – seja daqueles que se frustram por, ao fim, não enxergar no espelho o equivalente aos parâmetros radicais impostos socialmente, seja daqueles que se prendem ao círculo vicioso do “efeito sanfona”, em uma sucessão de emagrecimentos e ganhos de peso, sem o devido acompanhamento profissional.

Mas afinal, o que são “corpos esculpidos”? O que é o “corpo de verão”? Como alcançá-los?

Verdadeiramente, a ideia de um “corpo de verão” – ou, talvez, também de outono, inverno e primavera, uma vez que nossa existência não se restringe à efemeridade das estações – não deve se reduzir a parâmetros intangíveis de contornos corporais padronizados, que desconsideram a saúde e a beleza da individualidade. O “corpo de verão”, e de todas as outras estações, deve nos permitir viver de forma saudável, “esculpindo” no corpo as curvas e formatos do bem-estar físico e emocional de cada um!

E o alcance deste bem-estar não se dá por “passe de mágica”: é necessário comprometimento e um acordo pessoal com a própria saúde e bem-estar. Permitir-se ajudar adequadamente e abraçar decisões amadurecidas e respaldadas cientificamente. Pessoas reais merecem transformações reais – pautadas na incorporação definitiva de métodos de reeducação e/ou emagrecimento que conduzam à aceitação pessoal de seu próprio corpo. Envolve a determinação pessoal em mudar comportamentos sociais, compreender a relação destes comportamentos com a comida e os hábitos alimentares, treinar o físico, com o imprescindível acompanhamento profissional multidisciplinar – medidas aliadas ao emagrecimento e, principalmente, a uma qualidade de vida melhor!

O sucesso do resultado vem da compreensão das individualidades que “esculpem” a beleza de cada um, afinal, o “corpo de verão” é o seu próprio corpo!

Equipe de Psicologia Hospital IMO